Um dia em imagens

[Quarta-feira, 30 de outubro de 2013]

Hoje me deu vontade de sair tirando foto de simplesmente tudo, então pensei: "por que não postar?"


Logo antes do café, liguei o celular e vi que tinha recebido um e-mail do Kobo avisando que meu e-book do novo da Bridget Jones tinha chegado (comprei na pré-venda!)! Malzaê, Jane Austen, mas você vai ter que ficar para depois #prioridades.



Aproveitei a manhã tranquila no trabalho pra dar um jeito na minha gaveta de tranqueiras, pois quando voltar das férias pretendo levar algumas coisas pra deixar lá - e de quebra diminuir um pouco o peso que eu carrego todo dia levando praticamente minha casa junto comigo.

Entra alguns achados, um calendário do Van Gogh de 2012: dobrei ao meio e, olha só, ganhei um quadro diferente para cada mês, independente de 2012, e quase 2013 também, já ter passado!



Encontrei também alguns ímãs pros quais eu não tinha encontrado lugar num primeiro momento. No meio deles, tinha ainda um que minha irmã tinha trago de Berlim e eu nem lembrava... também nem tinha reparado nessa frase antes, mas não podia haver momento melhor para eu fazê-lo. Agora faz todo o sentido. Coloquei logo embaixo do outro que ela me trouxe, também de Berlim.



Aproveitando que hoje acabou sendo dia de mexer na decoração, olha quem chegou! #happydayhappyday


Minha colega me mostrou a foto dele no FDS e perguntou se eu já tinha visto: disse que tinha visto no free shop do Galeão quando viajei no começo do ano, mas não tinha trago porque faria uma viagem longa e ele ocuparia muito espaço... daí ela disse que o namorado dela vende esses bonecos e que ia me dar ele, já que eu tinha gostado, porque achou minha cara haha! Olha a zunha pintada de preto, gente, como não morrer de tanto amor?

Como tô de férias semana que vem e gosto de guardar minhas fofurinhas, ele só vai fazer parte da decoração definitivamente quando eu voltar. Aproveito e ponho os ímãs que faltam e, claro, os enfeites de Natal


E, bem, hoje foi dia de terapia com... chuva!




Me pegou no meio do caminho, a desgramada! Fiquei puta porque ontem saí toda preparada, de bota cano alto e tudo e só fiz passar calor. As fotos são da janela do consultório.

Aliás, ele resolveu me dar uma folga em uma das minhas semanas de férias porque eu ando merecendo, há! Peguei logo na próxima semana.


Depois concluí que não seria uma boa tentar ir para casa àquela hora debaixo daquele pé d'água, pois levaria de 1:30h a 2h para chegar com aquele trânsito e tava azul de fome. Resolvi dar um tempo no shopping e apelei, meio puta que tava por estar ensopada e ilhada. Pior que nem tava bom. E olha que tinha bem uns seis meses que não comia Big Mac.



Bem, foto minha de hoje depois dessa odisseia não vai rolar, tô só a capa do Batman. Mas tinha salvo essas que uma das meninas postou do show, uma semana atrás.



Já tava me achando meio "lôra", essa luz então deixou a coisa toda muito pior. Comparando com minha amiga ao lado, que tá loira mesmo, dá pra ver que tem uma puta diferença, mas... semana que vem darei um jeito nisso, comprei um intensificador laranja e vamos ver se dessa vez não vai!

Vou continuar devendo a postagem do show, tem foto demais para selecionar... :(


Aié: pra completar tinha que rolar essa assim que eu cheguei pra enfrentar a chuva na parada de ônibus, parece piada!

Pohãn

[Segunda-feira, 28 de outubro de 2013]

Tô tentando ligar pra minha orientadora tem umas três horas para tentar desmarcar a reunião de amanhã, mas só cai na caixa! Agora é levar o que temos aqui: que não é nem metade do que eu havia me proposto, mas vai ficar muito bem feito - TEM que ficar.


Enfim, pelo menos tô BEM mais calma e menos reclamona hoje. Parece que quando o prazo vai chegando ao fim, por algum motivo, me baixa um zen mode e tudo acaba fluindo... Acho que receber uma certa ligação ontem também ajudou muito a melhorar meu ânimo... ;)

No mais, daqui a uma semana é #FÉRIAS, bebê! Desisti de viajar (seria esse FDS que vem) e desencanei de querer resolver todos os problemas do mundo nesse meio tempo... "só" essa monografia já tá de ótimo tamanho.


AH: trilha do dia, pra me ajudar a ficar acordada! Ouvia bastante na época do pré-vestibular e resgatei esse ano bem na época do pré-projeto.



Inspiração...

[Sexta-feira, 25 de outubro de 2013]

...pro meu feriadão. (y) #MonografiaModeON #táacabando



No mais, vou ter que acordar meia hora mais cedo para ir ao Francês: 06:30h não tá sendo suficiente, tenho chegado no mais cedo meia hora depois do início da aula haha

Agenda da monografia

Do show de 2010, hoje tem! 
[Quarta-feira, 23 de outubro de 2013]

Acabei de bolar um Plano C para essa semana. Podia ser pior, Plano F de "Foda-se"... mas não chegaremos a tanto: mesmo porque sempre planejo fazer um tanto mais do que deveria, então, no fim das contas, o que era pra ter sido feito efetivamente naquele período eu sempre faço - e faço bem feito. Assim, farei o que for possível dentro do tempo disponível, dormirei que nem gente (mesmo porque é horário de verão) e fim de semana estarei descansada e relaxada porque já terei dormido e me divertido na semana. É só inverter um pouco as coisas e tudo fica bem... ;)




Podia rolar essa, não sei porque eles não tocam... gosto tanto e significaria muito pra mim especialmente agora.



I kept the right ones out
And let the wrong ones in
Had an angel of mercy
to see me through all my sins
There were times in my life
When I was goin' insane
Tryin to walk through
The pain
When I lost my grip
And I hit the floor
Yeah, I thought I could leave
but couldn't get out the door
I was so sick and tired
Of livin' a lie
I was wishin that I
Would die

It's Amazing
With the blink of an eye you finally see the light
It's Amazing
When the moment arrives that you know you'll be alright
It's Amazing
And I'm sayin' a prayer
for the desperate hearts tonight

That one last shot's a Permanent Vacation
And how high can you fly with broken wings?
Life's a journey not a destination
And I just can't tell just what tomorrow brings

You have to learn to crawl
Before you learn to walk
But I just couldn't listen
to all that righteous talk
I was out on the street
Just tryin' to survive
Scratchin' to stay alive

It's Amazing
With the blink of an eye you finally see the light
It's Amazing
When the moment arrives that you know you'll be alright
It's Amazing
And I'm sayin' a prayer
for the desperate hearts tonight

Shake It Out

[Terça-feira, 22 de outubro de 2013]



Regrets collect like old friends
Here to relive your darkest moments
I can see no way, I can see no way
And all of the ghouls come out to play

And every demon wants his pound of flesh
But I like to keep some things to myself
I like to keep my issues drawn
It's always darkest before the dawn

And I've been a fool and I've been blind
I can never leave the past behind
I can see no way, I can see no way
I'm always dragging that horse around

And our love's pastured such a mournful sound
Tonight I'm gonna bury that horse in the ground
So I like to keep my issues drawn
But it's always darkest before the dawn

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaaah
And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

I am done with my graceless heart
So tonight I'm gonna cut it out and then restart
Cause I like to keep my issues drawn
It's always darkest before the dawn

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

And it's hard to dance with a devil on your back (Shake it off)
And given half the chance would I take any of it back (Shake it off)
It's a fine romance but it's left me so undone (Shake it off)
It's always darkest before the dawn

And I'm damned if I do and I'm damned if I don't
So here's to drinks in the dark at the end of my road
And I'm ready to suffer and I'm ready to hope
It's a shot in the dark and right at my throat
Cause looking for heaven, found the devil in me
Looking for heaven, found the devil in me
Well what the hell I'm gonna let it happen to me

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah

Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out, ooh woaaah
And it's hard to dance with a devil on your back
So shake him off, oh woah


O player desenterrou ontem, assim que eu cheguei da academia. Lembro que ouvi pela primeira vez bem no começo disso tudo e, por Deus, como eu queria abraçar essa mulher porque ela conseguiu descrever tudo o que eu tava sentindo naquele momento.

E que delícia conseguir voltar a cantar isso agora com um sorriso no rosto, mesmo que ainda tímido e meio torto. Imagina voltar a dançar, sem esse peso nas minhas costas.

Condições adversas

[Segunda-feira, 21 de outubro de 2013]

Horário de verão. Greve de metrôs. O dobro/triplo de serviço no trabalho + advogados que acham que podem montar em você na ausência do seu chefe (amanhã já tenho em quem pensar na hora dos socos no Body Combat). Aniversário de prima [1] hoje. Show quarta (com boa possibilidade de chuva). Aniversário de prima [2] quinta. Tarefas do francês.

E #comofas pra estudar desse jeito? Começo de semana animador, só que ao contrário. Só espero sair viva no final dela. E com as atividades da monografia prontas. O bom é que segunda que vem é feriado, posso tentar dormir lá. É.

Killing Moon

[Domingo, 20 de outubro de 2013]



Under blue Moon I saw you
So soon you'll take me
Up in your arms
Too late to beg you or cancel it
Though I know it must be the killing time
Unwillingly mine

Fate
Up against your will
Through the thick and thin
He will wait until
You give yourself to him

In starlit nights I saw you
So cruelly you kissed me
Your lips a magic world
Your sky all hung with jewels
The killing Moon
Will come too soon

Fate
Up against your will
Through the thick and thin
He will wait until
You give yourself to him


Tocou no bar que fui com minha irmã hoje (tentamos ir num ~evento gastronômico~ que tinha rolado mais cedo e que, pra variar, não deu certo: gente demais, comida de menos, preços acessíveis só de for na Casa do Caralho #falei) e não resisti à vontade de compartilhar aqui... Sempre acho um desperdício ficar em casa quando a lua tá linda assim, cheia então, mas é o que sempre tem acontecido: mas hoje essa música "casou" perfeitamente!

Noite delícinha, dei graças a Deus pelo evento furado... acabamos indo pro bar e bebendo uma weissbier alemã que ainda não conhecia e que era a promoção da casa, adorei a Benediktiner: Hoegaarden, minha paixão, vai ficar com ciúmes!



Encontramos uma amiga da minha irmã que mora na mesma quadra (aliás, a melhor quadra de Brasília pros boêmios: ela disse que uma vez contou 18 bares só lá) e depois ela foi sentar com a gente e contar sobre a Oktober Fest: ela foi por dois dias e, por Deus, ano que vem estou lá, ou melhor, em Munique hahaha! Adoro essa amiga da minha irmã porque ela viaja sozinha, começou ano passado depois de terminar um relacionamento longo. Aliás, tá fazendo um ano que ela voltou do Egito por 10 dias all alone! As histórias dela são uma melhor que a outra, e não podia ser diferente com a Oktober. Inclusive ela vai pra Itália ano que vem também, só que antes de mim... o bom é que eu vou poder pegar várias dicas, assim como as que ela está passando para minha irmã sobre Cuba, para onde ela vai em janeiro.

Enfim, foi bom pra dar aquele ânimo para resolver essa etapa da minha vida e poder curtir tudo isso e, ao mesmo tempo, dar uma relaxada de leve... tava falando com minha irmã no caminho, depois do show vou me trancar em casa até o fim de novembro (não que eu tenha saído muito: ou simplesmente saído, mas enfim), estou inclusive 90% certa de que vou desistir da proposta indecente do meu pai de passar um fim de semana na praia. Estou tirando férias não pra me divertir, mas pra poder acabar essa monografia com calma. Tempo para isso não vai faltar depois, e o melhor, sem culpa. E também não há de faltar outras luas como essa para curtir como eu mereço, depois de todo esse tempo...

Encerrando ciclos

[Quarta-feira, 16 de outubro de 2013]

Encontrei esse texto (o título capturou toda a minha atenção) reproduzido (não foi citada a autoria) num blog que eu acompanho de vez em quando, e era o que eu precisava antes dessa sessão de terapia de hoje...

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistimos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver [...]. Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações? Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.

Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado. Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. [...]

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. [...] Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o está apenas envenenando, e nada mais. [...].

Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo [...]. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.


Essa última frase, então. Quero ficar bem com quem eu SOU, ser verdadeira comigo mesma. Estava cansada desse "porém", tenho me sentido tão bem com todo o resto... nada está "perfeito", mas as coisas têm caminhado de uma forma tão positiva; mas vinha essa culpa: culpa por não sentir culpa. Isso já não estava me fazendo bem, não preciso morrer agarrada ao osso só porque as coisas mudaram, e EU mudei. Queria entender porque tanta gente acha que mudar é ruim, que você tem que fazer o impossível para "salvar" um relacionamento, qualquer que seja a natureza dele, porque um dia você achou que era "pra sempre". Pois bem, estou redescobrindo agora o que eu já sabia desde minha pré-adolescência: nem amizade dura para sempre. De qualquer forma, não sou obrigada. Quero tirar essa mágoa daqui de dentro, e simplesmente deixar ir. Quero saber do que tem me feito bem, de quem tem me feito bem... 

Momento #vouconfessarque + #soubregamesmoedaí do dia

Às vezes eu me distraio muito, musicalmente falando - tá: eu me distraio muito em qualquer sentido, mas releva.


Estava decidida a começar a lavagem cerebral Whitesnake/Aerosmith considerando que hoje começa a contagem regressiva de uma semana por show aqui. Daí que chegando no trabalho tocou uma do Nightwish, e me deu uma vontade de ouvir o Century Child - apesar de não ser desse álbum a música que tava rolando. Daí fui abrir a pasta do Nightwish mas não resisti a dar uma olhada na pasta imediatamente anterior...

Engraçado eu ter parado ali justo nessa vibe de ter perdido um show que eu queria tanto ter visto, pois Nazareth é outro desses casos. Como eles vinham sempre (embora recentemente só pro sul), resolvi esperar o dia que eles viessem pra um lugar mais próximo. Agora o Dan sai da banda e nunca mais vai ser a mesma coisa. Fim. #Daora a vida. (y)


Enfim, não teve como não parar nessa. Lembro que, quando tinha uns 17 anos, dizia que só casaria um dia se me fizessem o pedido com essa música hahaha:



I want to hold you in my arms 'till you say "turn me loose"
I want to do little things to you 'till you say "It ain't no use"
I want to wake you every morning with a good morning kiss
I want to kiss you to sleep the same way cause I, I know you like this

I want to do everything for you
Cause that's all that a man can do
When he loves a woman like I love you
And I love ya, love ya, love ya

I want to say sweet things to you 'till you say I've said enough
I want to stand right by your side when the goin' gets tough
I want to mend your broken heart till you say the hurt is gone
I want to stay with you always so that you won't be alone

I want to do everything for you
Cause that's all that a man can do
When he loves a woman like I love you
And I love ya, love ya, love ya

I want to work for you every day 'till you say "come home and rest"
I want to buy you pretty little things so you can look your best
I want to take you every where so the world can see what I got
I want to treat you with tender love 'till you say I've got to stop

I want to do everything for you
'Cause that's all that a man can do
When he loves a woman like I love you
And I love ya, love ya, love ya

I want to do everything for you
Cause that's all that a man can do
When he loves a woman like I love you
And I love ya, love ya, love ya, love ya

Sabe que, todo esse tempo depois, ainda me parece uma boa ideia.

Sorte do dia

[Segunda-feira, 14 de outubro de 2013]

"Não há regra que determine o caminho certo."

Do biscoito da sorte do China In Box de ontem. Disse TUDO.


"I can't change what happened".


No mais, amanhã vai ter reunião de monografia normalmente. Minha faculdade tinha que ser uma dessas chatas que não vão dar feriado no dia do professor. O pior é que na minha cabeça já tava 90% certo de que não ia rolar, então ainda ficou coisa para fazer e eu espero, sinceramente, conseguir dar conta disso nas próximas duas horas.

Fiquei de cara como essa bagaça dá trabalho, ontem parecia que não ia acabar NUNCA. Ainda tinha planejado adiantar mais um monte de coisas, obviamente não rolou. Vou levar o que me foi pedido e aproveitar para tirar um monte de dúvidas que me surgiram ontem.

Hoje é dia de...

[Domingo, 13 de outubro de 2013]

...chorar sangue: perder Black Sabbath e Anathema no mesmo dia, é muito castigo pro meu coraçãozinho :'(


De quando o Anathema veio aqui: como não morrer de TANTO amor?



Então, não são minhas... mas depois desse tempo todo não tenho a menor ideia de onde peguei para poder dar os créditos, risos.


E como eu sou masoquista com M maiúsculo, fui conferir o setlist, CLARO:

Untouchable: Part 1
Untouchable: Part 2
The Gathering of the Clouds
Lightning Song
Thin Air
Dreaming Light
Deep
Emotional Winter
Wings of God
The Beginning and the End
A Natural Disaster
Closer
A Simple Mistake
Internal Landscapes
Shroud of False
Lost Control
Destiny
Inner Silence
One Last Goodbye
Parisienne Moonlight
Fragile Dreams


Sério, quero morrer nesse momento. Isso não é NEM UM POUCO justo. Pior é descobrir que ainda tem ingressos, #comofas pra aparatar em São Paulo RIGHT NOW?

Vamos ver se Whitesnake e Aerosmith juntos, que é o que ainda tem pra esse ano, conseguem compensar...


Enfim, o bom é que passar o dia estudando vai ser uma ótima pedida pra não pensar nisso. (y)

/tentando acreditar que as coisas acontecem porque tem que acontecer...

Dia das Crianças

[Sábado, 12 de outubro de 2013]

Passarei o meu analisando cento e poucos questionários, e vocês? (y)

E pra não dizer que eu não vou aproveitar nem um pouquinho, não tive aula de Francês hoje (não podia ter escolhido semestre melhor para passar a fazer aula aos sábados!)! Enfim, com sorte eu adianto bastante coisa à tarde e posso me permitir uma sessão de filmes infantis à noite comendo besteira! :D


Droga, nessa preocupação com monografia acabei de esquecer de pedir uma Monster High nova pra mim de presente.


Aié: como prometido, fotos da época!

Niver de 4 aninhos na casa da vó, ela que fez a roupa ^^
E um ano depois, com a mana, no Carnaval na escolinha. Sim, um dia eu fui bem mais alta! O bom é que hoje eu aparento ser mais nova que ela, há!

Look at Yourself

[Quinta-feira, 10 de outubro de 2013]



I see you running
Don't know what
You're running from
Nobody's coming
What'd you do that was so wrong

Look back and turn back

Look at yourself
Don't be afraid, just
Look at yourself

If you need assistance

Or if all you need is love
There's no point in hiding
Tell me what you're frightened of

You've got a friend, just

Look at yourself
Don't be afraid, just
Look at yourself



Rolou ontem no shuffle do player assim que eu saí da terapia, achei tão oportuno.

Aliás, ontem ele foi só elogios: disse que gostou MUITO da minha fala, que, pela primeira vez em muito tempo (ou em todo esse tempo), eu "não me chicoteei", não disse nada tipo "oh céus, oh vida, oh azar".

E aí essa música depois. Não é uma das minhas favoritas do Heep, mas marca muito 2006, que foi justamente o começo desse ciclo. E agorasete anos depois: look at yourself!

Aié: ele ainda disse pra eu não ficar me preocupando com o "depois" e me concentrar na conclusão dessa etapa. A propósito, hoje fui à UnB fazer minha solicitação de diploma: "Nádia" e "diploma" na mesma frase, ainda parece surreal!

PS[1]: Só tá faltando voltar o ânimo para voltar a estudar, risos. Cansaço não chega nem perto de definir essa semana. Quem aqui vai passar o "feriado" de castigo levanta a mão o/

PS[2]: Foto fresquinha, de hoje de manhã, que é quando a cara ainda tá boa... esse FDS posto uma em homenagem ao Dia das Crianças hahaha

Resume bem...

[Terça-feira, 08 de outubro de 2013]

...o dia de hoje.



Réveillon no Rio miou de uma vez por todas. Levei 1:30h para chegar ao trabalho, quando normalmente levo 40 minutos. Tive que almoçar um pastel (embora, confesso, isso tenha melhorado e muito meu ânimo). Cheguei 1h atrasada. Trabalhei o triplo do que eu trabalho normalmente. Cheguei em casa ensopada. Meu jantar ficou uma droga. Não achei o saca-rolha para abrir o vinho e tava sozinha em casa. Não tenho mais saco para estudar hoje.

Já disse que costumo detestar mais as terças que as segundas? Poizé.

A propósito, a chuva é literal. Enfim, pelo menos é bom pra dormir.

Questionários

[Segunda-feira, 07 de outubro de 2013]

Mission accomplished! (y)

Já tinha conseguido quase tudo na quarta, então hoje tava bem mais tranquila. Já sabia o que fazer, como fazer: em uma hora dei conta de tudo. Chega estou com o corpo dolorido devido à tensão liberada (só eu sinto essas coisas?) mas nada que uma noite de descanso e dar uns socos amanhã no body combat não resolvam. Aliás, encontrei o trabalho em grupo em que fiz, há uns três anos, a análise dos dados dos questionários: ainda tenho a transcrição dos dados no Word e a planilha no Excel, é só adaptar aos meus questionários e voilà! No mais, pretendo adiantar o máximo de coisas ainda essa semana pra ver se eu consigo uma folga de verdade nas minhas férias... #contagemregressiva


Maturidade

[Domingo, 06 de outubro de 2013]

A gente vê por aqui.


Meu café da manhã, às 11h, muito saudável e adulto - só que ao contrário.

Mas o Nescau é light, ó.


Que coisa!

[Sábado, 05 de outubro de 2013]

Fui convidada e, logo em seguida, desconvidada pra um aniversário via ~eventos do Facebook~ hahahaha! Poderia ser um "engano" se não fosse o aniversário de alguém que, até ano passado, teria me incluído entre as primeiras pessoas da "lista". Mas pra que conversar hoje em dia, não é mesmo? É tão mais fácil deixar claro que você excluiu uma pessoa da sua vida pelo "Face".

Enfim, vamos assistir Esquadrão da Moda que eu ganho mais. E pedir uma pizza. #ouié

E pra não perder o costume...

[Sexta-feira, 04 de outubro de 2013]

...ouvi essa sem parar ontem.

Aliás: que achado esse vídeo, do DVD que vem a ser meu maior sonho de consumo do momento.




Why I should feel this way
Why I should feel this way
Why I should feel the same

Something I cannot say
Something I cannot say
Something I can't explain

I feel you outside
At the edge of my life
I see you walk by
At the edge of my side

Why I should follow my heart
Why I should follow my heart
Why I should fall apart

Why I should follow my dreams
Why I should follow my dreams
Why I should be the piece

I feel you outside
At the edge of my life
I see you walk by
At the edge of my side

I had to let you go
To the setting sun
I had to let you go
To find a way back home
I had to let you go
To the setting sun
I had to let you go
To find a way back home

I've never seen a light that's so bright
Blinded by the light that's inside you

I had to let you go
To the setting sun
I had to let you go
To find a way back home

Damaged People

[Sexta-feira, 04 de outubro de 2013]



We're damaged people
Drawn together
By subtleties that we are not aware of
Disturbed souls
Playing out forever
These games that we once thought we would be scared of

When you're in my arms
The world makes sense
There is no pretense
And you're crying
When you're by my side
There is no defense
I forget to sense
I'm dying

We're damaged people
Praying for something
That doesn't come from somewhere deep inside us
Depraved souls
Trusting in the one thing
The one thing that this life has not denied us

When I feel the warmth
Of your very soul
I forget I'm cold
And crying
When your lips touch mine
And I lose control
I forget I'm old
And dying


Puta semana estranha. Alternei alguns momentos de euforia extrema com outros de profunda apatia. Para completar, não fui à terapia para poder aplicar os questionários da monografia no dia que eu tenho sessão. Aquela sensação de que minha vida se resume somente a obrigações, e de repente nada mais vale a pena. Não estou deprimida, sequer triste, só me bateu uma letargia que não sentia fazia tempo. Tá difícil pôr a cabeça no lugar e articular as ideias. Talvez seja autossabotagem, com a monografia dando certo (apesar de ainda ter mais um dia de aplicação de questionários e uma boa quantidade de trabalho pela frente) e o ano chegando ao fim... e o "e depois?" se aproximando cada vez mais. Hoje eu não me preocupo por não ter um plano perfeito para quando tudo isso acabar, decidi que não quero viver nessa agonia, quero mesmo é me permitir um tempo para pensar direito - mesmo porque eu posso me dar a esse luxo. Talvez meu medo seja de não conseguir fazer nada, de ver minha vida em suspenso de novo: hoje percebo que eu perdi muito mais nesses dois anos parada que nos sete anos que eu levei para concluir a faculdade. É duro ter que admitir que eu precisei de todo esse tempo para escutar a mim mesma, ver as coisas que mudaram, nem todas para melhor, ainda acho esse meu processo de isolamento bastante negativo, embora não tenha mesmo vontade de que as coisas sejam como antes. O que eu sinto é que eu preciso me encontrar em mim mesma, encontrar coisas boas aqui, para então poder compartilhar tudo isso. A gente acaba se decepcionando com quem a gente menos esperava... mas, no fim das contas, por incrível que pareça, ainda existe quem ache que eu ainda sou uma boa companhia, apesar de tudo, e entenda e se importe: vai ver eu não sou uma pessoa tão horrível e desprezível assim. Agradeço tanto por ter vocês em minha vida! Deveria focar mais no que me dá forças, e não ficar pensando no que não saiu como o esperado: muito menos que as coisas vão ser sempre assim.

E deixa eu parar por aqui, que hoje é sexta, afinal de contas. Chega dessa vibe.

Amanhã

[Terça-feira, 1° de outubro de 2013]

Começa a aplicação dos questionários. O plano era ter começado ontem, mas não rolou porque eles esqueceram de um "detalhe" muito importante. Ainda assim, consegui adiantar o que foi possível e não sair de lá emputecida. Aliás, depois disso senti uma ansiedade num bom sentido... um gás pra resolver todos os problemas do mundo: ou os meus, como queira.

Ontem, depois de algum tempo, consegui escrever alguma coisa... pena que perdi todo o texto. Ou não, uma vez que acabei colocando ali um desabafo que não tinha porque vir aqui... Enfim. Estou naquele estado em que você só quer que aquele momento chegue logo pra que acabe logo também. Tá difícil manter o foco, não consigo evitar de, cada vez mais, pensar em tudo o que eu quero fazer quando tudo isso acabar. Só que ainda tem boa quantidade de trabalho pela frente, e, desde sempre, isso é A prioridade. Voltei aos meus mandamentos e consegui colocar a cabeça no lugar, pelo menos nesse sentido. Afinal, foi por isso que eu os elaborei... o resto pode desmoronar, mas não isso. Felizmente, não tem sido o caso. O desabafo de ontem tinha (tem) a ver com algo que tem me deixado triste, mas que não depende só de mim e eu não posso fazer nada a respeito... não no momento. Mas fora esse porém, essa fase tem sido bem mais tranquila e agradável do que eu podia imaginar.

Enfim, que venha amanhã - e esse mês novinho pela frente: wish me luck!