Prioridade

[Terça-feira, 04 de junho de 2013]

Reaprender a rezar.



Tá FODA. Lembro de quando eu gostava de ir trabalhar só pra não ter que lidar com o estresse de casa. Agora é o contrário. Minha motivação para ir trabalhar tem sido o ar condicionado - só que agora parece que o frio já chegou de vez, então nem isso mais.

Não é nada comigo, só que tem sobrado pra mim e eu acredito que a energia daquele lugar tá me afetando. Tenho chegado em casa esgotada e sem energia para mais nada que exija algum esforço principalmente intelectual. Meus estudos estão parados e, de novo, vou ter que ficar presa o fim de semana estudando. Acordo a fim de dar conta de tanta coisa, mas chego em casa esgotada: voltei a sentir dores físicas mesmo, e não são por nenhum esforço. E antes fosse o trabalho em si, que pelo menos quando tem o que fazer o dia passa mais rápido.

O Francês tem ajudado. Apesar de ter que almoçar às 10:30h duas vezes na semana para ir às aulas no horário de almoço. A onda de bom humor quando eu saio da aula por poder estar fazendo algo que eu realmente gosto (e com bolsa de 90% pelo trabalho, há!) ajuda muito, pena que passa rápido. Enfim, não entendo como pode existir gente tão falsa e sem ter o que fazer para tentar mostrar competência infernizando e humilhando os outros. Primeiro tentei ignorar, depois passei a me irritar mas agora só acho tudo muito triste e deprimente. Mais ainda por saber que não é privilégio do meu setor, muito menos do meu local de trabalho. É o tipo de coisa que tem em todo lugar. Mas lá tá DEMAIS, e não é de hoje. E agora ainda tem essa de que a notícia boa de ontem pode ser uma ainda pior, dependendo dos desdobramentos subsequentes.

Enfim, sei que eu tô cansada, chegando a chorar de raiva desde sexta. Pode parecer drama, mas é que realmente não dá pra falar mais porque, apesar de quase ninguém saber da existência desse blog, nunca se sabe. E eu precisava desabafar um pouco visto que amanhã é grande a possibilidade de eu não conseguir chegar a tempo na terapia (graças à marcha do Silas Malafaia). E acho que só rezando mesmo. Hoje ouvi Bach a tarde toda. Acabei de pegar dois livrinhos com mensagens positivas (nada de autoajuda, é algo com que me identifiquei) que eu acabei de comprar para deixar na minha gaveta de lá. Pretendo levar um dos cactos amanhã para dar uma mão pro meu bambu. E estou aceitando dicas de amuletos e afins para proteção e contra mau olhado. E se alguém for melhor que eu em relação a rezar e puder me incluir nas orações, eu agradeço.

E lá vamos nós dormir, após mais um dia perdido.
2 Responses
  1. Ju Says:

    Sabe uma ótima? Floral! Vc conhece? Eu já tomei por vários anos, e sempre que me sinto mal, tomo o "Rescue", que é um para emergências. Se vc se interessar pelo assunto, te conto mais detalhes.

    Respira fundo e vamo que vamo. Ambiente de trabalho quase sempre tem dessas coisas.

    Vou rezar por vc, pode deixar!!! ;)

    Beijinhos


  2. Alexandre Says:

    As vezes estamos mais frágeis e nos deixamos atingir pelo ambiente de trabalho. Tem gente que não tem nada na vida e quer estragar a vida dos outros. Sua atitude e comportamento determinam isso. Manda esse pessoal a merda e toma controle da situação.

    Não se mate no trabalho se não há reconhecimento. Entre na onda e aproveite o tempo livre para pensar num emprego melhor.