Insight

[Quarta-feira, 3 de abril de 2013]  

Percebo, agora que parei com os remédios pra TPM, como eles realmente funcionavam: e agora me pergunto se remédios "de verdade" também não me ajudariam. Sei que tenho um propósito de chegar aos 30 sem precisar apelar para nada disso, ficar só na melhora da alimentação e na endorfina da atividade física (que, no momento, não tem como rolar), mas. Às vezes eu penso no quão cansativo tem sido isso tudo, principalmente no sentido de ME agüentar. Estou muito sozinha, e a culpa disso é minha: porque a culpa de absolutamente tudo é minha e, depois dos episódios de domingo e de ontem, vai ser meio difícil eu me convencer do contrário de novo. Voltando. Às vezes eu só queria não sentir tanto tudo isso, ainda mais por algo aparentemente banal. Dói, e eu não tenho amigos por perto nem um ombro para chorar nem um colo para deitar nem, principalmente, alguém com quem eu possa conversar sobre isso além do meu psicólogo. Enfim, só queria que nada disso tivesse toda essa importância, esse peso... só queria não me sentir esse fracasso ambulante e simplesmente fazer o que tem que ser feito. No mais, me pergunto se tem remédio para isso: literalmente.

PS: tuitei ontem que sou péssima com conclusões, nos meus trabalhos acadêmicos, nos meus textos e na vida real... seria cômico se não fosse trágico.
0 Responses