Plush Poison

Porque hoje, além de começar a final coutdown pro Aerosmith, também foi meu 1º dia de aula - pós-greve dos professores da UnB, claro o.O
Dia desses a Nany publicou uma postagem com esse mesmo título, que eu AMEI! Sou fã dessa linha da Tilibra desde o lançamento! Achei SUPER minha cara aquela menininha de cabelo vermelho com cara de mal encarada! HAHAHA! Pra quem não chegou a ver, eis aqui meu 1º caderninho Plush Poison!


Comprei no 1º semestre e ainda não acabei... vou utilizá-lo novamente esse semestre (depois de levar uma pasta com caderno de dez matérias, agenda e estojo pra aula de hoje e estar com o ombro dolorido até agora) e se bobear, até formar - daqui a um ano e meio.

Aqui, ele por dentro, com a Ivie, a morena - a ruiva é a Demi! Repara como elas ainda eram bem discreti nhas!


Cliquem na foto pra ver melhor. Além da minha letra linda (é sério, sem ironia, eu acho, ó - e de conhecimentos de sistemas de informação o/


Mas o que eu mais achei interessante no post da Nany foi ela ter falado do site da Plush Poison, onde você pode criar seu "avatar"! NEM miacabei, né?!

Aqui algumas versões de mim, com diferentes estilos...

Essa é meu avatar atual do twitter ^^






Essa é a versão trabalho: blazer, scarpin e colar... e, lógico, o MP4 a tiracolo o/










A versão hard rock: AMEI essa calça de oncinha!










A versão rockstar: com a guitarra; também me amarrei nessa mecha rosa *-*










E a versão zoukeira: pq eu sempre saio pra dançar de vestido e com o cabelo preso, pra não descabelar... detalhe pros tic tacs, que eu também uso o/






E tá bom por hoje, néam?! Postagem "fútil", mas foi só pra dar um colorido pra "volta às aulas", não vai demorar muito pra eu ficar extremamente cansada e deprê...

What it takes


Oh sim! Lá vai minha ex-namorada,
Bem, há um outro anel de diamante.
E todas aquelas antigas promessas,
Eu acho que elas não significam nada.

Então, querida, qual é o boato?
Você encontrou um outro homem?
É fácil dormir na cama que nós fazíamos?
Quando você não olha para trás eu acho que os sentimentos começam a desaparecer.

Eu costumava sentir o seu fogo,
Mas agora ele é frio por dentro.
E você voltou para a rua
Como se você não tivesse perdido o ritmo, sim!

Diga o que é preciso para você ir embora
Diga como você espera que a dor vá embora
Diga como é que você consegue dormir à noite
Sem pensar que você perdeu tudo que era bom
Na sua vida para brincar com a sorte
Diga o que é preciso para você ir embora.

Sim! Garota, antes de conhecê-la
Eu estava F.I.N.E.*, bem. (*Fodido. Inseguro. Neurótico. Emotivo)
Mas o seu amor fez de mim um prisioneiro,
Sim, o meu coração está preso.


Você me gastou como dinheiro
E então você me deixou à venda até secar.
Era fácil manter todas as suas mentiras disfarçadas,
Porque você me seduzia profundamente com o demônio nos seus olhos.

Diga o que é preciso para você ir embora
Diga como você espera que a dor vá embora
Diga como é que você consegue dormir à noite
Sem pensar que você perdeu tudo que era bom
Na sua vida para brincar com a sorte
Diga o que é preciso para você ir embora!

Diga-me que você está feliz, que você está na sua,
Diga-me que é melhor quando você está sozinha,
Diga-me que o seu corpo não sente falta do meu toque,
Diga-me que meu amor não significou tanto assim,
Diga-me que você não está morrendo enquanto está chorando por mim!

Diga o que é preciso para você ir embora
Diga como você espera que a dor vá embora
Diga como é que você consegue dormir à noite
Sem pensar que você perdeu tudo que era bom
Na sua vida para brincar com a sorte
Diga quem tem culpa por pensar duas vezes! Não, não, não, não!
Porque eu não quero queimar no paraíso.

Vá embora, vá embora, vá embora, vá embora, vá embora, vá embora,vá embora, vá embora, vá embora, vá embora, vá embora, vá embora...


vou MORRER quando ouvir isso ao vivo o.O
já até vejo a cena, eu cantando empolgadamente fazendo da latinha de cerveja um microfone e chorando horrores, HAHAHA

10 DIAS!

Pensamentos aleatórios

Agora eu entendo bem o significado daquela frase, "a tentação mora ao lado". Mais uma brincadeira de mal gosto da vida. (y)

R.I.P. Dio

Passei a tarde fora, fazendo a prova da Aneel ("I don't wanna talk about it"); cheguei em casa, sentei um pouco no sofá e na TV tava passando uma matéria sobre fãs do Michael Jackson suspeitarem que ele ainda tá vivo, assumindo a identidade de um amigo, e tal. Daí comecei a lembrar de quando ele morreu, do momento que eu soube e do quanto eu fiquei desconsolada e de ter tido que ficar no trabalho até conseguir parar de chorar e do que aconteceu no caminho pra casa... okãy, melhor parar por aqui!


Daí, ligo o pc e, no meio da home do meu twitter, leio "R.I.P. Ronnie James Dio"! Tipo, comassim?! E acabei descobrindo que ele tinha câncer e não resistiu; aos 67 anos, morreu o cara que me fez começar a ouvir Black Sabbath.

E, especialmente agora, me sinto especialmente mal por ter trocado o show do Heaven and Hell aqui em Brasília, há exatamente um ano e dois dias, pelo baile de abertura do meu 1º congresso de zouk... mal, não arrependida, pq na época isso era muito importante pra mim (quem me conhece, sabe o quanto a dança, principalmente o zouk, me fez bem; como apareceu na época certa e como foi meu pilar de sustentação especialmente durante o primeiro semestre do ano passado) - e pq o baile foi bom bagarái, #prontofalei; mas baile e congresso de zouk tem sempre e aos montes, mas o Dio eu nunca mais vou poder ver ao vivo. Não vou dizer que sou fã incondicional, mas tou até bem triste e me segurando pra não chorar! E agora pensando bem no quanto vai valer cada centavo do que eu tô gastando pra ver o Aerosmith em São Paulo, foda-se quem não entende o que significa ver um ídolo ao vivo.


Vídeo do show que eu perdi, música mais que apropriada pro momento.




Grite com o vento, mesmo que o vento não te ajude
A lançar suas costas contra a parede
Acorrente o sol, e ele te racha e te quebra
Enquanto você corre, corre, corre!
Atrás do sorriso, existe o perigo e
Uma promessa a ser dita: você nunca envelhecerá - ha!
A fantasia da vida - ser trancafiado e ainda
Pensar que você é livre, que você é livre, livre!

Então viva pelo dia de hoje
O amanhã nunca virá

Morra jovem, morra jovem
Você não consegue ver a escrita na parede?
Morra jovem, morra jovem
Alguém parou a queda

Grite com o vento, embora o vento não lhe ajudará
A lançar suas costas contra a parede
Acorrente o sol, e ele te racha e te quebra
Enquanto você corre, corre, corre!

Então viva pelo dia de hoje
O amanhã nunca virá

Morra jovem, jovem!
Morra jovem, morra jovem!
Morra jovem, morra jovem, jovem!
Morra jovem, morra jovem, morra jovem, morra jovem!

Momento #amúsicaescolheapessoa do dia

[na verdade essa não é "do dia", mas quase de todo o último ano; enfim, agora tá fazendo mais sentido que nunca]


"Can you remember remember my name
As I flow through your life
A thousand oceans I have flown
And cold spirits of ice

[...]


And if you hear me talking on the wind

You've got to understand
We must remain
Perfect Strangers


I know I must remain inside this silent

well of sorrow
"



Simples assim.

Do "status" de se trabalhar na Esplanada dos Ministérios

pq o sonho de grande parte dos brasilienses é passar em um concurso público e trabalhar na Esplanada dos Ministérios

Aí a gente chega aqui e, vira e mexe, tem manifestação por isso ou por aquilo, ou uma greve mesmo, como a do MMA, com quem a gente divide o prédio. Daí eu tenho a sorte ainda maior de essa em especial ter começado exatamente quando eu mudei de setor e finalmente, depois de três anos e meio, vim trabalhar na Esplanada. E dá-lhe discurso, buzinaço e, claro, música alta pra perturbar mesmo, chamar atenção e coisa que o valha. O que é bastante válido, afinal o direito de greve é garantido por lei e inclusive foi por causa de uma greve que meu ministério agora tem um plano de carreira! Mas dois meses disso, pelo menos cinco vezes por dia, NÃO DÁ!


Programa de hoje


Eu odeio meu chefe, com minha irmã e alguns colegas de trabalho dela. Semana passada assisti Como passar em concurso público, também do G7, e ri como eu não ria há eras!

momento #amúsicaescolheapessoa do dia - Especial bandas alemãs, com vídeo o/

*Cliquem nos links se quiserem saber mais a respeito dos artistas citados. Meu blog é pessoal, então não me sinto na obrigação de fazer alguma resenha ou coisa que o valha a respeito de algum artista a que eu me refira aqui... Mesmo porque eu não sou nenhuma "crítica musical", apenas falo do que gosto e do que não gosto. Mas, como futura bibliotecária, reconheço a importância de uma referência quando essa é cabida e, nesse caso, acho que um link pra Wikipédia satisfaz essa necessidade inicial

Já tinha citado Xavier Naidoo aqui, cantor e compositor que eu conheci através do zouk!



Resolvi postar também um vídeo de zouk que eu sabia que tinha essa música:



Conheci mais músicas depois, depois especialmente de mostrar pra minha irmã e ela ter gostado e ido atrás dos álbuns... nós duas pegamos Alemão 1 na UnB (ela depois pegou o 2 e agora tá fazendo um curso regular mesmo) e ouvir música sempre ajuda no aprendizado de outra língua, mas Rammstein não faz o estilo dela e ela odeia a voz do Tilo Wollf com todas as forças! Daí, além do Naidoo, ela acabou me fazendo conhecer também Ich + Ich, em 2008, e Silbermond, ano passado.


Algumas das músicas mais famosas do Ich und Ich:

[Esse dá uma baita vontade de chorar!]

http://www.youtube.com/watch?v=6lRaqtYnapo&feature=related (A incorporação foi dasativada, mas coloquei o link porque esse vídeo é meio que a continuação da história do cachorrinho, do vídeo aí de cima)



Silbermond não conheço quase nada que não seja do álbum Nichts Passiert, então postarei vídeos não das músicas mais conhecidas mas das que eu mais gosto...






essa em particular eu não sabia que era deles!
Conhecia a versão em inglês regravada pela Sarah Brighman e, inclusive, tou com ela na cabeça nas duas últimas semanas... é por essas e outras que eu digo que a música escolhe a pessoa e não o contrário o/




"HITZ" memories

"Você tem tantos relacionamentos nessa vida
Só um ou dois vão durar
Você enfrente essa dor e essa batalha
E aí olha e eles se foram tão rápido
E eles se foram tão rápido

Então, fique ao lado dos que te querem de verdade

No final, eles serão os únicos que estarão lá
Quando você ficar velho e começar a perder o seu cabelo
Você pode me dizer quem ainda vai se importar?
Você pode me dizer quem ainda vai se importar?

[...]

Plante uma semente, plante uma flor
Plante uma rosa
Você pode plantar qualquer uma delas
Continue plantando pra ver qual delas cresce
É um segredo que nínguem sabe
É um segredo que nínguem sabe

[...]
Você pode me dizer? Você diz que pode,
Mas você não sabe
Você pode me dizer qual a flor que vai crescer?
Você pode me dizer se será
Uma margarida ou uma rosa?
Você pode me dizer qual a flor que vai crescer?
Você pode me dizer? Você diz que pode,
Mas você não sabe
"


Letra de música que tem mais de dez anos, mas com a qual eu me identifico especialmente desde o ano passado o.O

Cheguei da rua hoje e me peguei cantarolando uma música dessa banda; daí me lembrei dessa daí de cima, a mais famosa e da profundidade dessa letra e me perguntei se alguém algum dia reparou nisso...


...porque essa letra foi escrita por três garotos, um de 16 anos, outro de 14 e outro de 11!


Sabe aquela banda que você ouve mas não assume, ou ouviu e hoje morre de vergonha?! Com certeza, NÃO é o caso dos Hanson (clica no link, tô mandando) na minha vida!

Qualquer um pode falar O QUE QUISER dos Hanson, menos que eles eram mais uma boy band... nananinanão! Primeiro porque a primeira impressão que se teve quando eles atingiram o topo das paradas com MMMBop foi do tipo "aquele ali é uma menina"?! Ou seja, eles não faziam o tipo "garoto mais popular do colégio" por quem todas as meninas eram apaixonadas... ou os cinco mais populares! Sim, quem não se lembra da "fórmula" das boy bands?! Eram cinco garotos ideais: o mauricinho, o garanhão, o esportista, o amante latino e o com cara de desprotegido hahaha, whatever... "a mulherada fica amarradona" - inclusive eu ficava, MORRIA de gritar com aquele vídeo de Quit Playing Games dos Backstreet Boys com eles todos molhados e sem camisa, ui! A diferença é que os Hanson, além de fugir desse estereótipo, e além de cantar, eles tocavam (aliás, aprenderam a tocar sozinhos) e compunham as próprias músicas, com 16, 14 e 11 anos. Além de que o som, as letras e as influências dos Hanson eram completamente diferentes... nunca vi uma banda com integrantes dessa idade com um som tão único! E, por isso, eles merecem, no mínimo, respeito com R maiúsculo.



E de mim, além disso, eles têm minha gratidão eterna! Sabe aquela banda que você diz que ajudou a formar seu caráter?! Poisé... antes do Guns N' Roses e do Nightwish e do Yes e do Whitesnake vieram esses garotinhos aí de quem eu serei aternamente fã! Vergonha?! Não tenho nem de ter ouvido o Middle of Nowhere três vezes por dia nas férias de 97 pra 98 e o Snowed In (CD com músicas de Natal com três composições deles próprios) que eu ganhei de aniversário (em fevereiro) até lançar o Three Car Garage (em junho) mesmo já tendo passado o Natal há muito tempo; nem de ter forrado meu caderno do colégio com fotos deles e de ter decorado o Hanson Day (6 de maio) e o dia do aniversário de cada um na agenda; nem de ter feito amizade, eu menina tímida e meia na época, com a mulher da banca de revista e com o cara da Music Store (naquela época não se baixava coisa da net assim não, aliás, só fui ter PC em casa em meados de 99) pra saber antes de todo mundo de qualquer novidade dos Hanson; nem de ficar meia hora arrumando o cabo da TV aberta que pegava MTV na marra porque lá já tava passando um clip que ainda não tinha estreado no Clip 105 e morrer de chorar de felicidade quando eu conseguia mesmo vendo tudo preto e branco e chuviscado; nem de ter decorado várias falas da fita (sim, fita) Tulsa, Tokio and The Middle of Nowhere;  nem de ter brigado feio com o menino pro quem eu era perdidamente apaixonada havia dois anos porque ele fez uma brincadeira de mal gosto com os Hanson; nem de ter chorado desconsolada quando surgiu um boato de que o Taylor estaria namorando a filha mais velha do Ozzy; nem de ter procurado uma camiseta o mais parecida possível com uma do Taylor Hanson e de ter feito minha mãe comprar uma Estrela de Davi de ouro (hoje eu ainda guardo por ter descoberto que na bruxaria significa proteção  e pq é de ouro, claro hahaha) pq ele tinha uma; nem de escrever Nádia HITZ (Hanson, Ike, Taylor, Zac) em todo pedaço de papel em branco que eu via pela frente! Porque adolescente é tudo mongol mesmo e é supersaudável passar por essas fases, hahaha! Porque eu podia tá matando, eu podia tá roubando e podia tá ouvindo NX Zero e Fresno e Banda Cine e Restart HuAhUaHuAhUaHuAhUa, mas felizmente eu nasci numa época boa e tive um começo de adolescência felicíssimo embalada ao som de Hanson. Mesmo porque eu só fui ter amizades de verdade a partir dos meus 14 anos, então era minha companhia, meu alento, meu momento, meu TUDO...

É por essas e outras que relembrar Hanson sempre me emociona (acho que nunca vou conseguir ouvir Weird sem chorar - inclusive tô me desmanchando em lágrimas agora)... resgatar tudo do fundo do baú (só faltou o The Walk original, hunf) e perceber que eu ainda sei todas as músicas de cor, e de trás pra frente, me trás de volta por um momento o cheiro da chuva que eu pegava voltando a pé do inglês sem me preocupar com a p**** do cabelo! Daí eu lembro de como a vida já foi simples e penso no que eu posso fazer hoje pra tirar essa névoa da minha frente que me impede de enxergar aquelas pequenas coisas que fazem a gente feliz... como uma música pra confortar nos momentos difíceis.


Por fim, deixo um vídeo da música que me escolheu hoje e me fez pensar nessa postagem e que é a que mais me conforta...

"Se eu já tiver ido quando você acordar
Por favor, não chore.
E se eu já tiver ido quando você acordar
Por favor, não suspire.
Não veja agora como se fosse um tempo de coração quebrado e aflição.
Lembre-se de mim, lembre-se de mim, porque estarei com você nos seus sonhos.
[...]
Não chore, estou com você, não suspire, estou do seu lado.
Não chore, estou com você, não suspire, estou do seu lado. 

[...]
Eu não quero que você chore e pranteie.
Eu quero que você continue vivendo a sua vida.
Eu não estou dormindo um sono sem fim.
Porque no seu coração você tem nossos bons tempos.
"

Ainda na vibe "dois anos do Whitesnake"...

Achei esse vídeo hoje no YouTube, por incrível que pareça não conhecia essa música! Ouvi a tarde inteira, aiai...


"And I promise
I would stay
I love you everyday
Like I loved you right from the start
And I love you
With all of my heart"



ps: tô lascada MESMO nos concursos, daí vou ali descontar meu mal humor comendo pizza :D

Há dois anos...

"meu comentário sobre o show do Whitesnake na comunidade do show em Manaus:

Eu vim de Brasília pra ver o show e achei simplesmente PERFEITO, a Biribá tá de parabéns pela organização... sem noção de como faz falta uma produtora competente assim por aqui!

E o Coverdale canta DEMAIS... lógico que sempre falta uma ou outra música que a gente gosta, pra mim faltou The Deeper The Love! Em compensação, tocaram Can You Hear The Wind Blow, minha preferida do novo álbum e que eu tinha certeza que eles não tocariam!

E quanto à animação na pista, realmente deixou a desejar... queria MUITO ter estado na área vip, mas tive gastos com passagem, hospedagem e tal; o que não me impediu de agitar do mesmo jeito, toquei o foda-se pra quem achava ruim quando eu gritava!

E, como alguém comentou, já que não vai rolar de voltar a Manaus pra assistir, deu pra sentir um gostinho de Deep Purple com Burn... PERFEITA, assim como Still of the Night!



Incrível o show ter sido TÃO perfeito no meio de tanta coisa que deu errado em Manaus: o hotel-cortiço que fazia uma p*** propaganda enganosa na Internet, os ingressos esgotados pra ópera e a visitação que acabou bem na hora que a gente chegou, o passeio no domingo que a gente teve que desistir por causa da chuva (pelo menos eu consegui meu dinheiro de volta e não, ahn, morri como aquelas pessoas que estavam no barco superlotado...)..."


Dois anos do Whitesnake em Manaus! NEM sou fã pra ter ido parar em Manaus ver o Coverdale pessoalmente - inclusive ter mandado fazer um porta-objetos da Madame Cheesecake com essa foto o/

PENSE numa viagem em que quase tudo deu errado (com exceção dos perfumes importados baratérrimos divididos em dez vezes e de ter provado o tal do tacacá e adorado) - na época ainda esqueci de citar que a gente ficou com fome depois do show pq a McDonalds já tinha fechado e pedir uma pizza sairia bem uns 40 conto (nunca imaginei uma cidade com o custo de vida mais alto que o de Brasília)! Mas faria tudo de novo do mesmo jeito se fosse pra reviver aquele momento!


E agora na contagem regressiva pro Aerosmith em Sampa! E, cruzando os dedos, Pearl Jam em Brasília!


Mas, saindo do universo das roquenloucuras e voltando à realidade, depois de assistir "Como passar em concurso público", do G7 (ganhei até uma taça de Sidra, "micos" de se sentar na frente em peças de teatro, hahaha), e de ver meu pagamento e concluir que eu vou passar esse mês no vermelho, eu "lembrei" que eu tenho duas provas de concurso pra fazer, uma daqui a duas semanas e outra a três e, apesar de já ter passado num concurso público (na verdade em dois, hehe) e achar que eu tô sabendo muita coisa pq eu tá tenho experiência e tal, o fato é que tem uns quatro anos que eu tô fora de forma e que, mesmo assim, eu já paguei as inscrições, então eu preciso tomar vergonha na cara e ler pelo menos a legislação específica pra pelo menos não ser eliminada de cara e ficar com minha auto-estima no chão o.O

Traduzindo: vou me ausentar daqui nesse meio tempo... ou pelo menos das visitas frequentes. :(


Assim, desejem-me boa sorte, cuidem-se e até a volta! ;*


Foto de hoje: uma mulher que usa pérolas e rosa-pálido pra trabalhar e tem cara de casada HuAhUaHuAhUaHuAhUa! Sério, quando foi que eu fiquei velha assim e pq ninguém me avisou?!


"We are the world" do heavy metal brasiliense


Antes do show do Megadeth (22 de abril), foi exibido um vídeo muito pitoresco (eu diria “épico”) nos telões da arena montada na área externa do Ginásio Nilson Nelson. Trata-se do projeto Magical Journey, encabeçado por 35 artistas do heavy metal local. 

A música, com quase 11 minutos e letra em inglês (tocamos na íntegra no Cult 22 do dia seguinte), foi composta em homenagem aos 50 anos de Brasília. É tanta gente que nós correríamos o risco de omitir ou esquecer o nome de alguém. Melhor assistir o vídeo abaixo. A comparação com o famoso We Are the World (que, em 1984, reuniu diversos artistas da música norte-americana em prol das vítimas da fome na África) se dá pela forma como foi concebido. O tipo de som, claro, é totalmente diferente.

[Fonte]




Confesso que não vou a um show de metal local há um BOM tempo... por vários motivos: tô velha, minha praia mesmo é hard rock e rock clássico (tiveram grande influência nisso os amigos hardrockers com banda e o ex que tocava em bandas de rock setentista, a cujos shows eu sempre "tinha" que assistir), minhas amigas mais chegadas e com quem eu costumo sair quase sempre não curtem e por aí vai... Mas achei essa iniciativa no mínimo interessante, e mais do que válida no sentido de mostra a qualidade do metal brasiliense e que o rock aqui não morreu com as bandas de 80...

Meus próximos passos...