"quase-novembro"

"Quase novembro, a ventania de primavera levando para longe os últimos maus espíritos do inverno. Suspirou outra vez, suspirava muito, e voltou a olhar para fora, para além das cabeças. Ela sorria modesta, mais sarcástica do que lisonjeada. Não, ela não era tola. Mas como quem não desiste de anjos, fadas, cegonhas com bebês, ilhas gregas e happy ends, ela queria acreditar. Nada por dentro e por fora além daquele quase-novembro, daquele vento, daquele céu-azul – daquela não-dor, afinal."

Caio Fernando Abreu
5 Responses
  1. Oi Ruiva!!!

    Pois é, apesar de tb ñ curtir zumbis (prefiro os vampiros ^^) o evento é mto massa! Tinha muita gente com fantasias incríveis, foi super divertido!!!
    Se vc morasse aqui estaria lá com certeza pq eu ia te puxar pelo pé, hahaha!

    E a vida como tá? Vai sair de férias pela metade, né? Mas pelo menos sobra um tempinho pra se preocupar só com a facu ^^

    Bjoks, é sempre mto bom trocar ideia com vc!


  2. Haylla Says:
    Este comentário foi removido pelo autor.

  3. Haylla Says:

    Nháá, que post perfeito. =)


  4. Haylla Says:

    Nossa, que poema perfeito..
    Obrigada pela visitnha lá na loja zart flor..
    Volta la depois?
    Xerinho bem grande.. =D